100azimutes


BIVOUAC NA OITAVA

Mais um fim-de-semana de Julho, mais um convite para uma curta passeata 4×4 com o objectivo de fazer um bivouac na companhia dos amigos da Land Lousã. Como habitualmente, foram obtidas as autorizações e ultrapassadas as burocracias para que, apesar de estarmos na fase Charlie, pudéssemos usufruir em segurança de todas as potencialidades de um animado convívio no parque de merendas da Oitava. Ao intenso calor durante o dia, sobreveio um ameno pôr-do-sol, enriquecido com um fantástico rancho na trempe feito pelo Parola (Leonel e Viriato, estava tão bom como o do Djebel Siroua) e uma panóplia de iguarias e bebidas que tornaram ainda mais animado o convívio até por volta das 0200 de domingo. Por volta das 0630 os veados rondaram o acampamento mas não se deixaram fotografar – mal abri a porta da Hilux para ir buscar a Canon… eclipsaram-se. Após o pequeno-almoço despedi-me dos demais participantes, pois que outro “chamamento” se sobrepôs.

Podem ver o filme AQUI  e algumas fotos abaixo.

IMG_0556 (Cópia)IMG_0558 (Cópia)IMG_0559 (Cópia)IMG_0562 (Cópia)IMG_0575 (Cópia)IMG_0590 (Cópia)IMG_0593 (Cópia)IMG_0595 (Cópia)IMG_0598 (Cópia)



SERRA DA ESTRELA 4X4: ROSSIM, PENHAS DOURADAS, MALHÃO, COVÃO DA PONTE

IMG_5704_Small_Small Balada da Neve_JV A meteorologia sugeria queda de neve a cotas muito baixas e as isobáricas anteviam alguma estabilidade atmosférica, despertando em mim os dizeres de Augusto Gil. Sexta à tarde, alguns telefonemas infrutíferos a desafiar “em cima da hora” amigos para uma ida até à Serra e mais um para o Júlio a perguntar se não haveria nenhuma desistência nos Yurts do Vale do Rossim; “Não há, mas é possível que venha a surgir porque, quando neva, há clientes que desistem com receio de não conseguirem cá chegar” –  “Óptimo, se alguém desistir avisa, pois eu vou e desenrasco-me mesmo que ninguém desista”. Já a noite ia avançadita quando chegou a dupla boa nova: “Tenho duas coisas para te dizer: está a nevar e podes vir porque houve uma desistência.” Escusado será explicar o que se seguiu, bastando referir que dentro do yurt via e sentia a neve caír, branca e leve, mas do frio não senti nem ouvi alguém queixar-se. Espreitem as fotos e o filme e “arrisquem” uma noite numa tenda mongol “muitíssimo civilizada”.



MARROCOS 2014 4×4: ZAGORA – MERZOUGA – ERG CHEBBI

 

À partida de Zagora e após um bom café matinal, o Alberto/Teresa no HDJ80 e o Hugo/Daniela no LR90 deixaram o grupo, tendo os demais metido azimute à pista para Merzouga, Erg Chebbi e Auberge du Sud. Pela nossa parte, iniciámos o trajecto com cautela, tentando perceber como se portavam os amortecedores trocados na véspera. A etapa correu sem problemas e foi uma das que mais gostei nesta expedição (apesar de já a ter feito algumas vezes nos últimos 14 anos), foi a primeira vez no sentido Zagora–Chebbi; bom convívio, um ritmo “descontraído”, pista e paisagem espectaculares, isto, apesar de termos circulado algum tempo numa pequena tempestade de areia.

Segue a reportagem fotográfica e um vídeo AQUI.

 



UMA “ALDEIA MONGOL” À MODA LUSITANA
24/11/2010, 08:44
Filed under: Alojamento e Camping, Pessoas e locais - Portugal | Etiquetas: ,

Neste último fim-de-semana, quando deambulava pela zona do vale do Rossim, na serra da Estrela, apercebi-me que o portão do parque de campismo estava aberto. Como há algum tempo tinha lido que ali teriam sido edificados alguns Yurts, dei uma espreitadela e dirigi-me ao bar da barragem a fim de me inteirar das condições oferecidas.

Foi “tiro e queda”. Alterei os planos e decidi pernoitar num deles. Gostei e recomendo. Contactos e mais informações aqui.

Com este post dou início a um novo espaço, dedicado a locais em que gostei de pernoitar ou ficar algum tempo.

Algumas fotos:

Yurt e o fiel Pajero

Vista parcial do interior

Lua cheia e muita chuva através de um albói no tecto

Imagem cedida pelo "Chefe da Aldeia"