100azimutes


MARROCOS 2014: TATA – CHEGAGA – IRIKI – MAHMID – ZAGORA

Tata_Chegaga_ZagoraÀ partida de Tata e por motivos técnicos, dois LRs tiveram que seguir por estrada até Zagora. Após a separação, as outras viaturas saíram na pista para o Erg Chegaga e Iriki, sob um sol abrasador que chegou a rondar os 50ºC, com o objectivo de atingir Zagora no dia seguinte. Já ao final da tarde, em pleno Chegaga, longe de qualquer estrada ou possibilidade de assistência e quando procurávamos um local para acampar, “estoirou” o amortecedor F/E da Hilux – o que me obrigou a parar, avaliar a situação e planear um trajecto alternativo que possibilitasse chegar a Zagora. Por volta das 23H00 e através de telefone satélite contactei o conhecido Aziz (Garage Iriki – Zagora) que prometeu encomendar os amortecedores em Ouarzazate. No dia seguinte partimos com o Leonel e o Renato antes do sol nascer em direcção à pista 6961, tendo percorrido os primeiros 45 kms numas “estonteantes” 3 horas. Houve que repensar esta lenta opção com muita pedra, tendo decidido fazer mais uns kms que o planeado ao jantar e meter azimute fixo para Mahmid, seguindo sempre que possível pelo sopé das dunas até interceptar a estrada. A meio da tarde chegámos à garagem do Aziz (depois de 377 km desde Tata) e, pouco antes da meia-noite, estavam substituídos os amortecedores . A disposição para fotos foi diminuta, compensando com algumas boas filmagens até à avaria e a partir do momento em que começámos a rolar na areia. Duas observações resultantes desta etapa e de notícias entretanto recebidas: a primeira, frequentemente repetida mas também esquecida, é a de que devem viajar acompanhados, sempre que possível; se forem a solo, moderem a velocidade e redobrem as cautelas; a segunda, especialmente dirigida aos cépticos e que gostam de inventar trilhos na imensidão do sahara ocidental: ainda há minas a fazer vítimas; relativamente próximo de alguns dos locais por onde circulámos já morreram duas pessoas este ano, devido ao rebentamento de minas não recolhidas – quem quiser mais informações pode verificar aqui .  Como habitualmente, seguem algumas fotos que podem aumentar clicando numa delas e um resumo filmado no youtube.

Anúncios

10 comentários so far
Deixe um comentário

Mais uma bela reportagem 🙂
O amortecedor tinha algum defeito ou foi mesmo pela dureza das pistas?

Abraço
: PS: Que aconteceu ao francês? velocidade a mais em alguma pista, ou uma duna mal calculada?

Comentar por Diogo Pronto

Olá Diogo,
O parafuso inferior estava mal apertado e a porca foi-se soltando, fazendo com que o amortecedor tivesse ficado solto e desalinhado. Qdo já estava com menos concentração e a procurar um local para Bivouac, acertei onde não devia e s. exa. entregou a alma ao fabricante. Estas coisas acontecem sempre por concurso de causas.
O french perdeu o controle em pista mas o Toy conseguiu chegar pelos próprios meios, mas terrivelmente maltratado.

Comentar por 100azimutes

Já percebi que tens muitas histórias para contar num belo serão. 🙂 Quando vieres por aí acima apita…

Abraço e cumprimentos à Família.

Comentar por Diogo Pronto

Combinado.

Abraços para vcs também

Comentar por 100azimutes

Lindo ! Adorei 🙂 Adorei as fotos !
A foto do amortecedor assustou-me !!
Não sei se sabes, mas para o próximo mês arrancamos de LR Serie para Marrocos! A ver se tivo umas boas fotos para fazer um artigozinho !

bjs, Carla

Comentar por carlalexandra

Carla, embora não tenha sido o caso, costumo dizer que Marrocos é 90 a 95% pedra e o resto areia, e que tudo o que não está em condições falha ou parte. Os Serie’s foram e são grandes máquinas e, não sei se sabes mas, nos cartões e autocolantes do Clube LR de Portugal faltava um parafuso no canto inferior direito, em homenagem a todos quantos faltando um parafuso aparentemente vital continuaram a rolar por esse mundo fora.
Tenham cabeça fria e tudo correrá bem.
Bjs

Comentar por 100azimutes

Fantástico, mais uma aventura daquelas!!! Desgraçado amortecedor 😦 . Abraço

Comentar por Henrique Serrano

parabéns ventura mais uma grande reportagem de meter inveja grande abraço e beijinhos lá para casa

Comentar por farinha

Vítor, espera pelos próximos dois artigos (ainda só existem em projecto) 🙂 🙂
Sei que não escreveste com esse sentido, mas não procuro “invejas” mas sim divulgar para que outros possam conhecer e ir, se quiserem.
Abreijos para vcs

Comentar por 100azimutes

[…] partida de Zagora e após um bom café matinal, o Alberto/Teresa no HDJ80 e o Hugo/Daniela no LR90 deixaram o grupo, […]

Pingback por MARROCOS 2014 4×4: ZAGORA – MERZOUGA – ERG CHEBBI | 100azimutes




Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s



%d bloggers like this: