100azimutes


ISLÂNDIA # ICELAND – 6 (LAGO MYVATN)

A região do lago Myvatn é de uma beleza excepcional e de fácil acesso, pelo que não é de estranhar ser uma das mais visitadas do país. O nome do lago provém da sua maior “praga”: os mosquitos (My=mosca/mosquito; Vatn = lago). Com efeito, nalguns locais, as hordas de mosquitos são tão incomodativas que os cavaleiros que percorrem as suas margens parecem autênticos apicultores, protegidos com máscaras de rede e sem um pedaço de pele exposto. Tirando esse pequeno “pormaior” a região do lago é um concentrado de fenómenos geológicos, fauna e flora como em mais nenhuma parte da ilha. O vulcão Krafla, as crateras Viti e Hverfjall, as grutas de Grjotagja, as imponentes formações de lava de Dimmuborgir, as pseudo-crateras em Skutustadir… e a piscina, onde não se pagam 30 € como na Blue Lagoon mas apenas 400 ISK (menos de 3 €), com direito a sauna e solário…

O nosso apartamento móvel

O acampamento dos nossos vizinhos

Não vimos galinhas mas sim perdizes(?)

Igreja entre o nosso "apartamento" e o lago

Aviso à entrada de grutas com água quente na pista para o Hverfjall

O interior de uma das grutas

A saída das exploradoras

Paisagem na margem do lago

Instantâneo obtido a fugir dos mosquitos

idem

A cratera do Hverfjall

idem

Conseguem ver as inúmeras pessoas a percorrer a orla da cratera?...

As pessoas estão dentro dos círculos...

O complexo das piscinas, desde a orla da cratera

Pesudo-cratera, vista do mesmo local

Vista parcial do lago, desde a cratera

Pseudo-crateras no lago, do mesmo local

Pseudo-crateras, Skutustadir

idem

"Quintinha" junto ao lago

Dimmuborgir

"Válvulas de escape"...

Piscina

Cratera do Krafla

 

Outra "válvula de escape"

Central geotérmica (vista parcial)

"n válvulas de escape"

Uma possível futura opção

Anúncios

6 comentários so far
Deixe um comentário

Mosquitos??? ehehhehehehe.
Pensava que não havia com o frio.
Inté

Comentar por Parola Gonçalves

Eu já sabia (tinha lido no Routard)…
Não ferram, mas são muitíssimo incomodativos e, nalgumas zonas da margem, juntam-se aos milhões em verdadeiros “enxames” que são giros de ver através dos vidros bem fechados da viatura mas que ficam colados a todas as superfícies com que colidem.
Se nos afastarmos 300/500 metros, quase desaparecem 🙂

Comentar por 100azimutes

Parece que foi uma viagem inesquecível!!

Comentar por flicts

Olá Rita,

Está no Top 5 🙂 🙂
E o relato ainda vai no adro…

Comentar por 100azimutes

Exelente relato amigo ventura
Um abraço

Comentar por marques

Caríssimo,

Um abraTTo desde terras gaulesas.

Comentar por 100azimutes




Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s



%d bloggers like this: