100azimutes


ISLÂNDIA # ICELAND – 2 (REYKJAVIK E ARREDORES)
24/08/2011, 22:06
Filed under: Islândia, Islândia - Iceland | Etiquetas: , , , ,

Reykjavik é a capital mais setentrional do mundo e é habitada por quase de 2/3 da população islandesa, que é como dizer: por 200.000 habitantes. É uma cidade costeira, calma, pejada de prédios modernos em quase perfeita simbiose com as habitações tradicionais. Por vezes, parece que o tempo não passa ou tem uma dimensão diferente. Os apressados devem sentir um violento choque pois tudo é (bem) feito num ritmo sem pressas.

O Centro de Informação Turística, na zona histórica, é muito completo e os funcionários são prestáveis e eficazes. Lá se disponibilizam inúmeros folhetos, mapas e livros de bolso bastante completos, com os principais POIs (points of interest) de cada região/cidade; no caso de Reykjavik,  a edição 2011/2012 do “Reykjavik City Guide” (126 págs.) e vendem-se, entre outros, os Welcome Cards, com durações variadas, que dão acesso ilimitado a uma panóplia de locais e transportes durante o período adquirido bem como proporcionam vários descontos.

Para além da inevitável visita pedonal ao centro histórico e ao percurso entre o porto e o lago (cuidado com o vento térmico), há imensas lojas, bares, restaurantes, bancos, correio, e um conjunto de monumentos que podem e devem ser visitados ao ritmo da terra, ou seja, calmamente. Limito-me a sugerir alguns: Catedral, Concert Hall, igreja de Hallgrímskirkja (a melhor vista de toda a cidade, do cimo da respectiva torre) e a consultarem a prolífera oferta de excursões e escapadelas para todos os gostos e bolsas.

Em quase todos os locais (por todo o país) há painéis informativos em islandês e inglês (por vezes, também em alemão e francês, e um ou outro em castelhano).Outra coisa que existe em quase todo o país e não são nada caras, as piscinas alimentadas por fontes de água quente. Em Reykjavik existem 5, atingindo a temperatura da água os 45º. No entanto, dois complexos distinguem-se do que acabei de escrever, as piscinas de Myvatn (escreverei sobre elas quando referir essa fabulosa região) e a Blue Lagoon, esta última, próximo do aeroporto e de Keflavik; é carota (30 € pax, sem limite de tempo) mas aconselho para puro deleite e relax antes do regresso.

Como quase tudo é um pouco carote (eufemismo), sugiro vivamente que se tornem autónomos e, para tal, aconselho que optem pelos supermercados Bónus (identificados por um risonho leitão cor-de-rosa). A nossa garantia de autonomia passou pelo planeamento da viagem desde Out/2010, pela bastante antecipada aquisição das passagens, reserva de um 4×4 e de apenas duas noites de hotel: a da chegada e a que antecedeu o regresso a Portugal. Entre hóteis, acampámos nalguns locais verdadeiramente incríveis e, por segurança antes de uma travessia nocturna a vau, dormimos uma noite no 4×4.

Anúncios

1 Comentário so far
Deixe um comentário

Maravilhosas piscinas. Ía para dentro de uma agora mesmo. Cool!

Comentar por Pedro Luz




Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s



%d bloggers like this: