100azimutes


TIBETE – SHIGATSE A SAKYA
11/09/2009, 20:45
Filed under: Tibete - o Tecto do Mundo | Etiquetas: , , , , , , ,

Com as primieras luzes da manhã, deixámos Shigatse rumo a Sakya (2.000 habitantes – 4.300 metros), última etapa antes da entrada na pista com destino ao Everest e ao nosso base camp, próximo de Rombuk. A opção de reservar um dia para fazer (ou não) o desvio por Sakya tinha sido tomada no planeamento da viagem e tinha três abordagens:  i) servir como um dia dispensável para compensar qualquer atraso anterior;  ii) permitir mais uma jornada em elevada altitude caso a aclimatação não estivesse a correr bem; iii) servir como base de espera, caso surgisse algum impedimento no acesso ao Everest – e foi precisamente esta última situação que nos levou a decidir passar um dia em Sakya: i.e., o mau tempo que nos informaram haver na pista para Rombuk.  Dito isto, Sakya é um local fora das preferências dos ocidentais e isso confirma-se , entre outros, pela total ausência de forasteiros e pela  propositada deslocação de um elemento dos serviços de segurança chineses que nos esperou várias horas na entrada do mosteiro e, depois de verificar que ali íamos efectivamente pernoitar, desapareceu sem deixar rasto. Só falam tibetano ou chinês, mesmo no único “hotel” existente.  Acolhe o principal mosteiro fortificado da facção budista Sakyapa, onde se guardam mais de 40.000 volumes das respectivas escrituras sagradas.  Originariamente (ano 1073) eram 2 mosteiros mas um deles apenas permanece como ruína.  O nome do local (Sakya) significa terra cinzenta e tem a ver com a coloração dos solos circundantes. E, verdade seja dita, não tem qualquer particular interesse que justifique o desvio – excepção ao mosteiro, alguns trilhos próximos e as espectaculares paisagens circundantes.

Sakya

Sakya

Trabalho comunitário Sakya

Trabalho comunitário Sakya

Mosteiro de Sakya

Mosteiro de SakyaMosteiro de Sakya

 Depois de visitar o mosteiro e percorrer alguns trilhos curtos à volta da cidade-aldeia, nada mais havia para fazer excepto servir de objecto da curiosidade de adultos e crianças e obter umas fotos para mais tarde recordar.

Mosteiro de Sakya

Mosteiro de Sakya

Monges Sakyapa

Monges Sakyapa

Timida curiosidade

Timida curiosidade

Depois da primeira desilusão da viagem, as expectativas quanto à pista para o Everest e posterior travessia da cordilheira dos Himalaias só podia aumentar – e nessa noite, o frio e o nervoso miudinho não deixaram muito espaço ao sono.  A alvorada foi por volta das 05H00, com a água congelada no rio, nas canalizações, sanitas e afins…  Acordar e levantar, foi um processo lento e algo doloroso pela primeira vez.

Anúncios

Deixe um Comentário so far
Deixe um comentário



Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s



%d bloggers like this: