100azimutes


ALPES 2017: CHAMONIX & LES HOUCHES
21/05/2017, 23:05
Filed under: FRANÇA | Etiquetas: , , , , ,

IMG_4585_2

Deixando Annecy, percorremos calmamente os cerca de 75 Km até ao próximo destino: Chamonix e Les Houches, onde ficámos 3 dias. Pelo caminho, ainda fizemos uma visita a um dos instaladores autorizados de um fabricante francês de células para pick-ups 4×4, onde tivemos oportunidade de verificar as características de construção, as diversas tipologias disponíveis, opções e preços. Chamonix é uma das mais importantes e famosas estâncias turísticas de desportos de inverno da Europa. Do lado nascente tem a imponente cordilheira onde se encontra a maioria dos picos montanhosos, habitualmente denominados Agulhas de Chamonix e o maciço do Monte Branco. Não costumo fazer referência a hotéis e/ou restaurantes mas, neste caso e para quem tenha viatura, há um conjunto de infraestruturas hoteleiras em Les Houches que têm vistas privilegiadíssimas sobre a montanha, a nascente. No nosso caso, quase nem apetecia sairmos da ampla varanda de que dispúnhamos, a meio da encosta oposta. Vencida a inércia, toda a zona envolvente de Chamonix é soberba para as caminhadas e toda a panóplia de desportos de montanha, seja em que estação for. Entre Chamonix e Les Houches, há famílias inteiras que usufruem calmamente de uma pequena parede natural de escalada, onde podemos ver crianças com cerca de 5 anos completamente “penduradas” a vários metros do chão e a tentar os primeiros gestos de futuros alpinistas; pelas ruas, mesmo nesta época baixa, deambulam esquiadores, alpinistas, hikers e turistas. Lá bem no alto, evoluem parapentes e asas delta e, da nossa varanda, conseguimos ver as luzes de montanhistas que decidiram passar a noite na montanha, abaixo da Aiguille du Midi, onde, durante o dia, estavam cerca de -10º Celsius. Claro que subimos aos 3842 m do Midi, bem como viajámos até ao Mer de Glace, mas isso fica para o próximo artigo. De momento, deixo-vos com as primeiras fotos destes dias. No próximo fim-de-semana, procurarei publicar um artigo sobre as viagens até à Aiguille du Midi e ao glaciar do Mer de Glace.

Fiquem bem e planeiem as vossas viagens.

 



ALPES 2017: ANNECY LE VIEUX & LAC
07/05/2017, 21:40
Filed under: FRANÇA | Etiquetas: , ,

IMG_4434_2 (Cópia)Como já referido, este ano fomos para os Alpes. Foi um regresso, ao fim de muitos anos, com “início oficial” em Annecy. A maneira mais fácil de caracterizar Annecy-Le-Vieux é recorrer a um lugar comum, pois é frequentemente apelidada de Veneza dos Alpes. Em finais de Abril, fora dos períodos críticos das duas épocas altas (Verão e Inverno), fomos brindados com uma luminosidade que atinge o seu auge após as neblinas matinais, e que só tem paralelo na cristalinidade das águas do lago com o mesmo nome, considerado um dos dois menos poluídos e mais transparentes da Europa, cuja margem percorremos totalmente, no sentido contrário dos ponteiros do relógio. Com a chegada da Primavera, a cidade reveste-se de um colorido fabuloso, proporcionado pelos seus jardins, inúmeros canteiros e varandas cheios de flores, pelo ressurgimento de muitas esplanadas nas ruelas do centro histórico, pelo recomeço da navegação de pequenas embarcações de turismo e das conhecidas “gaivotas ou pedal-boats”. As noites ainda são frias, mas os dias tornam-se bastante amenos, havendo sempre pessoas a fazer jogging nas margens do lago e muitas famílias (especialmente com crianças) a passear ou “saborear” uma paisagem relaxante, digna de um conto de fadas. De todos os locais quase obrigatoriamente visitáveis, optámos por não ir ao interior do Chateau d’Annecy (vários relatos de que é bastante insípido) e só conseguimos vislumbrar o Palais de l’Isle por entre as redes e os andaimes que protegiam os transeuntes dos trabalhos de manutenção em curso. Quando deixámos Annecy, em direcção a Chamonix, prometemos voltar. Para além dos dois links já colocados, mais informações podem ser obtidas aqui. Deixo-vos com algumas fotos e o link para o filme no YouTube. Espero que gostem e, quiçá, vos desperte o “apetite” para uma próxima viagem.

FILME NO YOUTUBE

 

 



ALPES 2017 – TEASER
30/04/2017, 22:37
Filed under: FRANÇA, ITÁLIA | Etiquetas: , , , , , , , , ,

IMG_4878

O inesperado adiamento de uma ida até Marrocos, prevista para a segunda quinzena de Abril, baralhou-me os planos para as férias entretanto marcadas e compromissos assumidos. Mas, como soe dizer-se: há males que vêm por bem. Em dois fins-de-semana de pesquisa, delineei uma viagem aos Alpes franceses e italianos que, felizmente, correu totalmente como planeado e nos deixou com vontade de regressar. Deixo-vos com algumas breves imagens, prometendo artigos desenvolvidos assim que conseguir organizar as muitas fotos e filmes efectuados.

 



TRANSMONTANA

IMG_3555

Os tons outonais fascinam-me. Nas semanas de finais de outono, início de inverno, o cair da folha transforma radicalmente a paisagem, proporcionando uma paleta de cores que só os verdadeiros artistas conseguem reproduzir. Como não tenho grande jeito para o desenho e pintura, tento, sempre com menos tempo do que desejaria, fazer uns bonecos fotográficos que imitem ligeiramente aquilo que observo. As imagens que seguem, obtidas entre Foz Côa, Torre de Moncorvo, Bragança, Montesinho e Pitões das Júnias, procuram ilustrar o que referi, num fim-de-semana de 3 dias, em dezembro último.

 

 

 



ESCAPADELA À SERRA DA ESTRELA

 

img_3767

A Serra da Estrela exerce em mim uma atracção muito especial, “funcionando” frequentemente como “catarse” para as mais variadas adversidades. Se não atinge a “purificação filosófica” que lhe era atribuída pelo velhinho Aristóteles, costuma ter o “dom” de possibilitar uma libertação emocional que rejuvenesce o espírito e dá alento ao físico. “Filosofias baratas” aparte, gosto de voltar à Serra, seja no Inverno ou em qualquer outra estação do ano. Em Fevereiro, antes do Carnaval e das costumeiras enchentes de visitantes, a meteorologia anunciou um fim-de-semana de sol, com frio à noite, bem como a possibilidade de cair alguma neve… como se depreende, bazámos em direcção ao Maciço Central… As fotos e o filme que seguem, procuram ilustrar um pouco do muito que vimos e que, para não variar, nos fizeram dar por bem empregue a viagem. 

FILME AQUI

 



ÁFRICA DO SUL – SUAZILÂNDIA – MOÇAMBIQUE (11/12)
24/01/2017, 18:23
Filed under: MOÇAMBIQUE | Etiquetas: , ,

 

img_0036

Esteve muito vento, choveu bastante durante a noite, e estávamos um pouco apreensivos relativamente ao estado dos caminhos. Como combinado na véspera, levantámo-nos cedo, fizemos uns “bonecos” com os semi-rígidos a zarparem cheios de mergulhadores indiferentes à chuva, baixámos significativamente a pressão dos pneus e partimos da Ponta do Ouro em direcção a Maputo. A apreensão inicial rapidamente se desvaneceu e tudo correu bem, sem quaisquer sobressaltos – a habilidade dos condutores e/ou a eficiência das viaturas assim o permitiram. Nos troços em que usámos a estrada em construção, tivemos que redobrar a atenção pois deslizávamos sobre uma pasta escorregadia e avermelhada, de areia, barro e água. Durante a viagem, conversámos sobre como tudo poderia ter sido diferente se os deuses que regem as condições meteorológicas tivessem ajudado, e imaginámos um regresso, seguramente sem pista ou já com uma estrada ao lado da pista. O “progresso” irá “democratizar” o acesso, mas tirar aquele encanto que só quem gosta de todo-o-terreno sabe apreciar. De regresso ao “nosso Base Camp” proporcionado pelo João e pela Távinha, houve tempo para uma visita ao Museu de História Natural de Maputo (com algumas preciosidades singulares a nível mundial), agradecer a amizade, companheirismo e disponibilidade, e iniciar o regresso a Joanesburgo. Ficam mais alguns registos da Ponta do Ouro, da viagem para Maputo, da visita ao Museu e do regresso a Joanesburgo.

 

 



ÁFRICA DO SUL -SUAZILÂNDIA – MOÇAMBIQUE (10/12)
14/01/2017, 22:52
Filed under: MOÇAMBIQUE, Passeios 4x4 | Etiquetas: , , , ,

img_2607

Tínhamos planeado partir de Maputo para a Ponta do Ouro numa segunda-feira e regressar na quarta ou quinta, consoante as condições meteorológicas e as da estadia. Saímos depois de uma noite de chuva, numa manhã de sol envergonhado e dia feriado. Fomos para a fila do ferry para o Catembe, conseguimos entrar no segundo ou terceiro e fizemos uma travessia tranquila. Após desembarcar, percorremos os cerca de 115 kms até à Ponta, na sua esmagadora maioria, pela pista de terra batida e areia, nas calmas. Nalguns pedaços, já circulámos na estrada que os chineses estão a construir. Pelo que vimos, creio que não faltará muito para estar transitável e a pista ficar votada ao abandono ou ao uso local. À medida que nos aproximávamos do destino, cruzámo-nos com dezenas de pick-ups e outros 4×4 que regressavam a Maputo, depois de um fim-de-semana prolongado, passado, precisamente, na Ponta do Ouro. Chegámos à hora de almoço, comemos no Bar da Praia e procurámos um lugar para ficar duas noites. Tínhamos pensado acampar, mas, a enorme lixeira deixada pelos que lá estiveram antes de nós e algumas instalações nauseabundas, inviabilizaram os nossos planos. Depois de verificarmos alguns locais, o João sugeriu um resort propriedade de um antigo conhecido e ali “abancámos”. A temperatura estava relativamente amena, mas o vento tornou impraticável fazer alguma praia. Aproveitámos para explorar as redondezas, algumas pequenas caminhadas, umas fotos para mais tarde recordar e pouco mais. Durante o jantar do segundo dia, decidimos que regressaríamos logo na manhã seguinte a Maputo. A meteorologia agravou-se e aproximavam-se várias frentes com muita chuva incluída. Alguma desilusão e a ameaça de um enorme lamaçal desde a Ponta até à zona das antenas de telecomunicações aconselhavam a partida antes da chuva intensa (o Tracks4África assinala aquela pista como off road & deep sand). Ficam as fotos desde Maputo à Ponta do Ouro. Se gosta, subscreva e divulgue pelos seus amigos – pode ser útil a algum.